sábado, 27 de novembro de 2010

As pombas que descem

As fotografias abaixo foram feitas por mim e são três flagrantes de batismo no Rio Jordão. Apesar do local ser pasteurizado, ou seja, pronto para hordas de turistas cumprirem mais uma tarefa na Terra Santa, eu acho que consegui alguns momentos de candura. Gosto do brilho branco emergindo da dama da água, da alegria genuinamente ingênua da criança sendo levada ao seu batismo (reparem no detalhe do seu chapeuzinho), e, finalmente, de um batismo isolado, mais distante e tão reservadamente sagrado na sua intimidade. Revoadas de pombas passam sobre eles.



E, naqueles dias, apareceu João o Batista pregando no deserto da Judéia, e dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus. Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que disse: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, Endireitai as suas veredas. E este João tinha as suas vestes de pelos de camelo, e um cinto de couro em torno de seus lombos; e alimentava-se de gafanhotos e de mel silvestre. Então ia ter com ele Jerusalém, e toda a Judéia, e toda a província adjacente ao Jordão; E eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados. E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus, que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura? Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento; E não presumais, de vós mesmos, dizendo: Temos por pai a Abraão; porque eu vos digo que, mesmo destas pedras, Deus pode suscitar filhos a Abraão. E também agora está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo. E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo. Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará. Então veio Jesus da Galiléia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim? Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu. E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. (Mt 3)

2 comentários:

Flavia Melissa disse...

lindas imagens e excelente seleção da Bíblia...
quero ver tudo isso um dia de perto! raízes de todos nós.

beijo.

Caco disse...

Foi bom ter ido, ter visto, ter vivido aquilo lá. Não preciso voltar. Just one shot. Beijodaí.