domingo, 4 de julho de 2010

Chamois

Hoje de manhã acordei com a cara amassada como chamois. Um daqueles dias em que o cabelo não assenta, o pijama fica retorcido no corpo e o chinelo, distante o suficiente para fazer caminhar no piso frio. E fui fazer uma caminhada, mas não sem antes resgatar o meu boné, não sem antes resgatar meus óculos escuros. Daí eu olhei todas aquelas pessoas com quem eu cruzava no caminho. Gordos magros carecas. Tristes, não me pareciam. Eram movidos a energia solar do céu azul do meio-dia. Ou pela força motriz dos seus cães. Carregariam eles uma tristeza absoluta por baixo dos seus bonés ou por trás dos seus óculos escuros? Se sim, enganam bem. E me perguntei por que eu poderia ser menos feliz. When my face is chamois-creased...

Nenhum comentário: