quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Hombre al borde de un ataque de nervios

Durante as últimas semanas andei segurando as pontas. Andei carregando a minha mochila com pequenas inúteis coisas. Andei escutando muita merda. Muita, que nem precisava escutar. Mas fui aceitando os convites e ouvi. Em retrospectiva, falei involuntariamente para mim mesmo várias vezes estou escutando o que eu não precisava escutar.

No domingo passado foram estourando dolorosas bolhinhas em torno da minha orelha direita. Num primeiro momento achei que era resultado da minha fácil reação a picada de insetos, ou dermatites ou micose tipocoisadepobre. Nem bem desconfiava que era meu corpo dizendo basta, não aceito mais ouvir isto. Não se torne um hombre al borde de un ataque de nervios. Reação silenciosamente eloquente para a qual dei a devida atenção.

Nesta semana, quando começam a me dizer o que não preciso ouvir, tomo uma de duas atitudes: interrompo o discurso inútil ou escuto-o, rebobino-o e o apago da memória. Como num julgamento, meu protesto é deferido e as palavras são removidas dos meus autos mentais.

5 comentários:

Before Sunrise disse...

Faz bem. Tem outra estrategia que me ensinaram essa semana. Qdo alguem esta falando com voce e vc nao gosta do que esta dizendo, imagine um espelho e volte o espelho na direcao da pessoa para que suas palavras reflitam de volta para ela.

Alex disse...

Temos escolhas, e apesar de não parecer que são fáceis, sempre são, basta querer separar o que se quer absorver do que não se quer.

Só somos atingidos por algo, de uma maneira ou de outra, leve ou pesada, porque demos permissão. Apagar da memória é muito bom. Ficar no 'agora', melhor ainda.

Abraços, Caco, e obrigado pela visita e palavras.

Fernanda S. disse...

A melhor coisa é deixar a coisa ruim entrar por um ouvido e sair pelo outro, ao invés de deixar impregnar a sua orelha com essas bobageiras!

É um exercício diário e constante.. mas que só te trará benefícios!

Beijos e ótimo fds =)

Louise disse...

eu não posso dar conselho porque ainda estou no nível 1 - além de escutar, me ressinto e até acredito em algumas coisas... ainda que poucas... isso é um saco!!
E somatizar é pior ainda, experiência própria aqui, minhas mãos descascando, cansadas de serem as únicas que colocam a "mão na massa" para agir.

Gostei muito deste post.
Beijo!

Caco disse...

Sunrise, vou usar o espelho, obrigado.
Alex, obrigado pela visita, volte sempre, muita gentileza sua.
Fêzoca, beijodaí.
Lou, escutar (ou ler) já me faz um bem horrível. Somatizar é assustador, não?

Beijodaí & abraçodaí.