quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Iso tank

Meu termômetro pessoal é minha cabeça. Penso demais, esquento a mufla. Meu humores corpóreos também contribuem. Meu fígado acionou minha enxaqueca no domingo. Apesar de sofrer na segunda, dominei-a na terça. A quarta-feira caiu como um novo golpe e hoje sucumbi. Lembro-me sempre de que o meu primeiro indício de desequilíbrio seja a minha cabeça latejando. Têmporas. Nuca. Testa. Olhos. Juntos ou separados, estes são os pontos. Hoje, no meio da dor física e com a mente em disparada, tive um momento de frieza e disse hora de dar uma descarga na mente e esvaziar toda a merda parada nela. Concentrar no nada e esfriar. E tomar paracetamol, na ausência de um complete sensory deprivation. Foi o momento em que a dor do menino enxaqueca diminuiu.

Um comentário:

Flavia Melissa disse...

mas por vi das dúvidas, cheque como anda seu estômago/digestão. dores de cabeça de fundo de olho sempre tem raízes no sistema digestório.

beijim.