segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Desaparecido

Fez-se o silêncio. Não ouviu sua voz nem sequer uma só vez durante o dia. Tudo era imagens e sons produzidos pelos outros. Perguntou-se, no barulho da sua mente, será que ainda existo?

Um comentário:

Fernanda S. disse...

"Me llaman el desaparecido
Que cuando llega ya se ha ido
Volando vengo, volando voy
Deprisa deprisa a rumbo perdido" ((Desaparecido - Manu Chao))

Quero fingir que não estou aqui também... uma sumidinha não faz mal a ninguém!