domingo, 20 de setembro de 2009

Os Piquets

A cada vez que leio sobre o escândalo na Formula 1, penso no Nelson Piquet, pai. Campeão mundial, mas pai do cara que jogou o profissionalismo e ética na sarjeta. Ele deve ter carregado este peso na consciência até o momento em que pode efetivamente fazer algo a respeito. Não creio que tenha sido uma revanche pelo filho ter saído da equipe, mas mais uma forma de poder voltar a respirar. Lamento por ele. O filho, por mais injustiçado, por mais forçado que tenha sido, participou da trama e deverá ser punido. Talvez a maior punição seja ser banido do esporte, preço suficientemente alto para manter a tentação da desonestidade fora do radar. Quanto ao Briatore, sem comentários.

4 comentários:

Louise disse...

dando pitaco meio duh - não gosto de f1, nem estou acompanhando muito o "causo", hehe - só penso que não tem lado bonzinho nessa história.

E do Piquet pai, sigo com a mesma opinião da minha avó: eta homem com voz de maloqueiro!! (seja lá o que signifique, mas, whatever!)

Fernanda S. disse...

Vai entender...

Haline disse...

Cara, eu até agora não entendi como ele conseguiu admitir. Isso não sai da minha cabeça. Apesar de achar q não faria, não seria pau mandado, se eu tivesse feito, não sei se admitira. Deve estar sendo foda de qq forma pra ele.

Caco disse...

Lou - concordo com você. Acho que o Alonso eo Piquetzinho deveriam ter sido punidos também. Tenho um feeling que o Alonso tem muita culpa no cartório também.

Fê - dá para entender sim: ca na lhi ce.

Haline - culpa culpa culpa. Culpa pesa.