sábado, 25 de julho de 2009

Mimetismo

Tinham o hábito comum de herdar roupas de um para o outro na família. Um ia crescendo e passava as roupas que não cabiam mais para o imediatamente menor. E este sucessivamente. A cadeia era quebrada quando, no meio do caminho, a roupa já estava rota ou, por qualquer motivo, inusável; ou, ao final, quando chegava ao último filho. Fato peculiar observado: o herdeiro da vestimenta ia sendo sutilmente influenciado no jeito de andar, de se pentear, de se portar por aquele que havia sido o dono original da mesma. Percebeu-se que eles iam se mimetizando um no outro.

Nenhum comentário: