segunda-feira, 20 de julho de 2009

A Lua sobre a nossa rua

Coloquemos nosso pé na Lua. Esqueçamos a foguetologia, os cientistas, e os astronautas. Agora somos eu e você olhando para ela. Sempre achei que aquelas manchas eram as crateras da Lua. Seriam muito grandes mesmo. Com um pouco de criatividade, lá está São Jorge montado no seu alazão, brandindo sua espada sobre o dragão. Na Lua. Sim. Sem drogas. Tudo no espaço é superlativo, as distâncias são medidas em tempos e velocidade (quer algo mais único?), as ordens de grandeza são exponenciais, o potencial de destruição de um quasar é formidável sem contar o buraco negro sugando tudo para o vazio. Daí eu fico eu fico olhando para Lua e seu São Jorge. Lá em New Orleans, Sting diz que há uma lua sobre a Rua Bourbon nesta noite mexendo com os homens.

Um comentário:

Deka disse...

Seu texto me fez lembrar:

" Merecia visita não de militares mas de bailarinos, e de você e eu.." (Paralamas)