domingo, 12 de julho de 2009

Canteiro de obras

Deparei-me com as minhas próprias discrepâncias, dissonâncias, diferenças entre discurso e ações bem como diferenças entre discurso e leitura do discurso. Acredito ter entrado num nãomaisevitável processo de desconstrução. Neste momento, estou fazendo questão de perder referências. O objetivo é o de encontrar novas ou saber que as anteriores eram legais ou que posso mixar novas e antigas ou muito pelo contrário. O mais provável, vislumbro eu, é que terei que aprender a conviver pacificamente com mais de um pontodevista.

4 comentários:

Raquel disse...

É exatamente essa a beleza da vida... a diversidade...

Gostei muito! =)

Bjs,
Raquel.

Louise disse...

Caco,
Vc não tem ideia de como este seu texto descreve o meu momento também.

Muito, muito obrigada!

Bj

Wesney disse...

Caco, legal quando adquirimos esta percepção! tudo flui. com contradições, claro, mas muito mais consciente...

bj, milena (na conta de outro)

Ana R. disse...

A sincronicidade anda a todo vapor...:) Tenho pensado muito ultimamente na multiplicidade de pontos de vista e como é cada vez mais difícil fazer julgamentos. Estamos em rede e há sempre tantos ângulos em cada questão....A prudência é recomendável...
Bjs!