segunda-feira, 18 de maio de 2009

Sliding doors

São como as portas do metrô que deslizam. Se a gente pega o metrô, a vida fica de um jeito. Se não pegar, ficaria de outro. Mas, definitivamente, só temos a chance de saber o que acontece com uma das opções. Einmal ist keinmal, escreveu Kundera. Resta-nos lamentar não ter tomado a outra ação? Um lamento arriscado, eu diria. Os resultados da outra opção poderiam ser mais nefastos ainda, caso esteja arrependido da opção, e nem desconfiaríamos. Anteontem cheguei a uma conclusão alternativa. Uma opção ou outra escolhida só faz adiantar ou atrasar o curso dos eventos. Porque a gente acaba sempre do jeitinho que era para acabar - para bom ou para o ruim. É uma questão de tempo.

5 comentários:

Fernanda S. disse...

Escolhas.... ah, sempre as escolhas e as decisões. Mas gostei do ponto de vista em dizer que o lamentar por não ter escolhido a outra opção pode ser arriscado, afinal, realmente não se pode saber com precisão o que aconteceria...

Mas o fato é que sempre sempre devemos pensar e pedir para que, seja o que for, seja o melhor pra nós!

Beijinhos

Cá, disse...

Porque a gente acaba sempre do jeitinho que era para acabar - para bom ou para o ruim. É uma questão de tempo.


[...]


Bjus

Caco disse...

Fê - Seiláviuentende, acho que a gente toma a melhor opção e ponto. Lamentar parece inútil. Por mais que continuemos a fazê-lo.
Cá - Pois é. Isto complementa o que disse acima.

Beijodaí.

Fernanda S. disse...

Caco... indiquei esse teu post e gostaram taaaanto que até puseram no profile do orkut ((com os seus devidos créditos, óbvioooo))!!!

Beijosss

Caco disse...

Fê - Verdade? Fico envaidecido. Tomara que sirva para mais gente se aprumar também hehehe. Beijodaí.