domingo, 8 de fevereiro de 2009

Vivendo de trás pra frente

"Na minha próxima vida, quero viver de trás pra frente. Começar morto, para despachar logo esse assunto. Depois, acordar num lar de idosos e ir-me sentindo melhor a cada dia que passa. Ser expulso porque estou demasiado saudável, ir receber a aposentadoria e começar a trabalhar, recebendo logo um relógio de ouro no primeiro dia. Trabalhar por 40 anos, cada vez mais desenvolto e saudável, até ser jovem o suficiente para entrar na faculdade, embebedar-me diariamente e ser bastante promíscuo. E depois, estar pronto para o secundário e para o primário, antes de virar criança e só brincar, sem responsabilidades. Aí viro um bebê inocente até nascer. Por fim, passo nove meses flutuando num "spa" de luxo, com aquecimento central, serviço de quarto à disposição e espaço maior dia-a-dia, e depois - "Voilà!" - desapareço num orgasmo."

Mensagem circulando na internet. Síndrome de Benjamin Button, certamente, mas é uma perspectiva gostosa para pensar durante a semana.

3 comentários:

N. Ferreira disse...

Com certeza!
O melhor da vida seria acabá-la num útero quentinho com música do aldo de fora, minutos antes do "Big Bang".
Mas, como 'alguém' disse aí... Não se pode ter sempre o que se quer...
Humpf...

Fernanda S. disse...

Eu ainda não assisti esse filme, mas já tinha visto essa mensagem!!! Mto boa...
Beijocasss

Caco disse...

Gosto da idéia do 'Voilà - desapareço num orgasmo'.