quinta-feira, 24 de abril de 2008

Surdez na cegueira

Depois dos gracejos, dos amassos, da cumplicidade, dos beijos, acabou. E aí, pensando retrospectivamente, a gente se sente meio desconfortável e constrangido. Tudo aquilo havia se resumido a um teatrinho - algo surreal, inverossímil, e que nunca devia ter existido. Paira a dúvida até agora sobre onde acabou a verdade e começou a realidade inventada das nossas cabeças. Não devo ter ouvido o click quando apagaram a luz.

4 comentários:

Flavia Melissa disse...

É a intrigante sensação de se dormir no bonde e perder o ponto.

Mas cuidado:
Não há outra realidade a não ser a inventada por nossas cabeças.

beijos :)

Fernanda S. disse...

Já dizia Cazuza:

"O nosso amor a gente inventa pra se distrair
E quando acaba a gente pensa que ele nunca existiu..."

Beijocas

Before Sunrise disse...

Sei bem como eh essa sensacao! A Flavia falou bem... Eh bem aquela sensacao de "dormir no bonde e perder o ponto"!

Fernanda S. disse...

Caco.. a música é realmente linda!!!
obrigada!
Tentei pôr no meu site, mas sou meio torta... vc sabe como é, né??? hehehe Acabei pondo no orkut mesmo...
Mas ela traduz muitas das coisas que estão se passando aqui dentro. Pode ter certeza!
Beijos e uma semana especial pra vc!