segunda-feira, 28 de abril de 2008

A gente inventa

Você me levou às alturas e me trouxe de volta ao mapa-múndi enquanto eu desaparecia num buraco negro existencial que estava cavando com as unhas. Só com as suas palavras, voltei a achar que a minha vidinha desinteressante poderia despertar o interesse sobre a face da terra. E eu saboreei cada segundo, e recuperei meu norte e te dei a devida importância no contexto. Aproveitei para incorporar um pouco de realidade à ficção que criei, só que tudo ficou sem sustentação e desabou. Desapontado fiquei, mas a excitação que você me provocou tinha sido tão intensa, que a frustração desapareceu logo, como se nada havia existido - e só ficou um gosto de vento na cara quando a gente anda de moto. Obrigado, Srta F, por ajudar este bobão a entender a piada. Onossoamoragenteinventa prasedistrair e quandoacabaagentepensa queelenuncaexistiu nuncaexistiu. Isto torna as coisas tão mais leves e fáceis.

7 comentários:

Andre Prado disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andre Prado disse...

Eita, mermão, que bom que pelo menos vc está reagindo bem. Te cuida daí. Não deixa os monstros da ilha de Lost dragarem seu espírito.

Dúvida: acabaram os comentários stay something? Eu gostava. Te dava um ar de guru.

Before Sunrise disse...

Eu tb gostava do "beijos & stay ____" :)

Nao sei o que rolou ai, mas fico feliz de ver que voce nao ta saindo por baixo, mas sim por cima. Bjo.

Caco disse...

É, moçada, eu costumo tomar cuidado para não repetir os mesmos erros.

Meu objetivo é cometer erros novos.

;-)

Sobre o 'stay', um dia acordei e desconfiei que ele tinha saturado. Achei melhor parar e deixar uma lembrança legal do que continuar até que ouvisse alguém falando lávemaquelemaladostayblahblahblah.

Foi bom enquanto durou.

Fernanda S. disse...

Uepa... hora de levantar, sacudir a poeira e seguir em frente!
(Des)ilusões acontecem aos montes, uma vez que as pessoas não reagem do modo que achamos ou que esperamos que elas ajam, certo?!?!?!

E a gente inventa e desinventa num grande manipular de ventrílocos, como se pudéssemos escrever toda a nossa história, esquecendo que há a vontade e o querer diferenciado do outro lado...

Pensa bem: pelo menos a gente se distrai um pouco, não é mesmo?!?!!?

Beijo enorme!!!! =)

Caco disse...

FE - Comentário redondinho... Beijo!

Flavia Melissa disse...

pois eu até encontro certo contentamente na morte de uma ilusão.

decepções são desgraças para aquele que é ignorante. para os sábios é motivo de alegria por todas as lições que poderão ser aprendidas...

e se as sementes plantadas tiverem sido de amor e paz, pode ter certeza de que, mais dia menos dia, a vida te dará a colheita, mais generosa do que sequer imagina nossa vã filosofia...

e bora errar erros novos!
beijos e se cuida.