quinta-feira, 9 de agosto de 2007

And I made you trust in literature

Recebi há algum tempo a convocação do Furacão Omar para as minhas 5 leituras "presentes" e "próximas".

Presente ou o que li e virou clássico...
"O Caçador de Pipas", Khaled Hosseini - li numa tacada só, simples e emocionante, sobre encontros e desencontros, e a influência que tudo isto causa na vida de um ser humano, tendo como cenário o caótico Afeganistão taliban. Em uma palavra: emocionante.

"O Evangelho Segundo Jesus Cristo", José Saramago - a história, todo mundo conhece. Mas só o Zé para escrever sob o ponto de vista do Homem. Se a perspectiva diferenciada sobre o conteúdo já ousada, a forma como ele escreve é radical - um capítulo pode ter um único parágrafo, incluindo aí todos os diálogos. Em uma palavra: maestral.

"Extremamente Alto e Incrivelmente Perto", Jonathan Safran Foer - Surpreendeu-me do início ao fim e me fez viajar na mente do personagem principal: um garoto de 9 anos buscando fragmentos de memória do seu pai, morto nas Torres Gêmeas, através de uma chave onde está escrito Black. O garoto não é nenhum gênio, ele só sente demais. Em uma palavra: indescritível.

"Primo Basílio", Eça de Queiróz - Basílio é um dos personagens mais deliciosamente fdp do mundo. Seduzidos pelo romântico Basílio, envolvidos pela suavidade apaixonada de Luisa, chantageados odiosa e merecidamente por Juliana, somos enganados como Jorge. Em uma palavra: amoral.

"A Insustentável Leveza do Ser", Milan Kundera - Lembro-me que foi uma dificuldade ultrapassar o primeiro capítulo Einmal ist keinmal. Não entendia de jeito nenhum onde aquele cara queria chegar. Mas quando as peças se juntam, o livro fica brilhantemente envolvente. Nunca mais Kundera foi tão bom. Em uma palavra: desbunde.

Estou lendo ou que podem virar clássicos depois que eu julgá-los...
"A Thousand Splendid Suns", Khaled Hosseini - Mais um do Hosseini, mais um mergulho no Afeganistão. Hosseini é econômico nas palavras, seco mas a perspectiva que ele usa habilmente nos faz sentir compaixão e solidariedade pelos desfavorecidos. Não há dúvidas sobre os mocinhos e os bandidos da história.

"Revolutionizing Product Development", Steven Wheelwright & Kim Clark - Tudo-o-que-você-sempre-quis-saber-sobre-desenvolvimento-de-produto-mas-tinha-vergonha-de-perguntar. Descobri este livro depois que notei que algumas empresas de ponta em inovação usavam sua teoria. Os autores tratam os assuntos mostrando as práticas usuais - erradas - e depois descrevem como deveria ser feito. Naturalmente dei muita risada porque me identifiquei com os casos de práticas errôneas. Um pouquinho da comédia da vida corporativa.

Futuro ou que só a Deus pertence...

Clássicos da Língua Portuguesa - Outros do Saramago, Guimarães Rosa, Veríssimo (Érico e Luís Fernando), Euclides da Cunha. Existem tantos livros na nossa língua, aclamados em praça pública, que não li que dá até vergonha. Por isso, pretendo me redimir no futuro próximo.

Salman Rushdie - Ele foi incensado e quase incendiado durante o episódio d'Os Versículos Satânicos, mas é fato que ele escreve bem. Quero ler outras coisas dele para confirmar. Acho que o contexto, o fato de estar aqui no Reino Unido, vai ajudar a colocar algumas coisas em perspectiva.

James Ellroy - Tudo começou com o L. A. Confidential e a Kim Basinger e o fdp do Ed Exley. Os livros deles são tijolões, mas tem uma hora em que a adrenalina e a ansiedade sobem e não dá mais para largar. É um tour-de-force, mas vale a pena.

Como obrigação, tenho que passar a lista. Convido minhas ligações perigosas FE CLANDESTINA, LITTLE MISS SUNRISE & EDMONT a darem continuidade à lista em seus blogs. Boas leituras.

5 comentários:

Renato disse...

Sendo você alguém cujo ponto de vista eu respeito bastante, é bom guardar essas recomendações para futuras leituras....

Considerando que dos seus "clássicos" eu só li um, estou em desvantagem....

Preciso definitivamente me esforçar pra não ficar tanto tempo sem passar por aqui...

Caco disse...

SANDMAN, MY MAN - É importante lembrar que só li o livro do Safran Foer pela sua recomendação. Portanto você tem um bônus nesta história.
Abraço & stay extremely loud and incredbly near.

Fê Savino disse...

Queridoooo.. sua tarefa-desafio foi mais que aceita. Estou elaborando o post e ainda esta semana ele deve sair... Eba!
Thanks for sharing this with me!
Bjos & keep sharing!

Before Sunrise disse...

Caco, obrigada por pensar em mim. Ainda nao tive tempo (ou cabeca) para sentar e fazer isso, mas vou fazer and I'm looking forward to it :)

Omar disse...

"O Caçador de Pipas" eu quero ler em breve, afinal tá todo mundo elogiando o livro. Só espero não me decepcionar igual me decepcionei com o "Código da Vinci".

Outra coisa: Furacão Omar?! hahaha...essa é boa...