domingo, 20 de maio de 2007

Breakthrough

Numa reunião há algumas semanas, ouvi algumas coisas que me fizeram ficar pensando.
Primeiro. Não dá para controlar o destino. Ele é fruto de uma conspiração de eventos simultâneos, tanta gente intereferindo, tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo. Não dá - é muita coisa - tem que parar de ser control freak. Segundo. Mesmo sendo uma boa pessoa, fazendo tudo certinho, as coisas podem dar errado. E, às vezes, dão mesmo. A gente tem que manter a tranqüilidade. Perseverar, acreditar no que é certo, fé em Deus e pé na tábua. Terceiro. As coisas não vão acontecer tão rapidamente quanto a gente acha que é o correto. O tempo de Deus é mais lento que o nosso tempo... A ansiedade não ajuda muito, e diferença de velocidade faz a mente descolar da vida. Quarto. Precisamos de um momento de ruptura. Se as coisas não estão tão boas assim, romper com o passado, fazer uma faxina no aqui-e-agora só vai fazar as coisas mais fáceis para o que está por vir. Breakthrough.

Um comentário:

Before Sunrise disse...

Caco, nao sei nem o que dizer!! Parece que voce escreveu isso para mim. Estou vivendo justamente isso. Tenho tendencia a ser um control freak, sou ansiosa, quero tudo AGORA e estou precisando passar por esse momento de ruptura. Obrigada :)