quarta-feira, 1 de novembro de 2006

Sinto saudades

Há muitos anos moro há mais de 1000 km de casa. Evidentemente tenho saudades de casa e visito meus pais com certa freqüência. Sinto saudades. Há pouco tempo entendi um pouco melhor o que é isto. Sinto saudades do café da manhã no dia de domingo com tudo mundo à mesa; de assistir televisão à noite antes de dormir e, incentivado pelos meus irmãos, mudar de canal enquanto meu pai cochila na poltrona; de brigar com a minha irmã e levar uns cascudos dela; de passear pelo Rio de Janeiro no dia de domingo; de receber alguém antes do almoço de sábado e servir um cerva gelada para as visitas; do lanche da tarde com rocambole; da minha mãe tentando puxar papo comigo de manhã cedo (sem sucesso); do passarinho cantando quando alguém encostava no portão da frente. Sinto saudades das pessoas e sinto saudades das pessoas daquele tempo. Só que entendi que nada do que eu sinto saudades existe mais e aquelas pessoas não existem mais, muito embora todas estejam vivas, e que eu volto e volto para lá tentando encontrar tudo de novo e, em pouco tempo, vejo que, putz, tudo mudou. Tudo mudou menos meu modelo mental do que é casa.

2 comentários:

before sunrise disse...

Ai ai, Caco, assim vc me mata!! Estava conversando justamente sobre isso com meu novo acupunturista. Como tem sido dificil para mim deixar as coisas de casa para tras, sentir saudades e tal mas que eu sei que mesmo depois de so um ano, as coisas nao estao iguais, ninguem esta igual, eu nao estou igual. Sei como voce se sente. Acho que o importante eh o que levamos no coracao, as boas memorias servem para construirmos coisas positivas no futuro. Quem sabe voce passa trazer algumas dessas coisas boas do passado para a sua familia (sua esposa e filhos) no futuro?

P.S.: Voce gostou da musica? Por acaso eh uma das minhas favoritas dos Beatles :-)

Caco disse...

Killing you softly with my words?
Obrigado pelo comentário, é bom saber que não sou o único maluco que pensa deste jeito.

Ainda não consegui baixar a música. Dos Beatles, gosto de Hello Goodbye e She's leaving home. Putz, lá vem o meu desapego à tona de novo!

Beijo & stay sympathetic.